CID Queda de Altura: o que é e como prevenir?

Um acidente de trabalho comum é a queda de grandes alturas. Para a prevenção de acidentes desse tipo é fundamental saber o CID da queda de altura. A NR 35 é a norma reguladora que previne estes acidentes de trabalho. Ela regulamenta e estabelece os procedimentos necessário para um trabalho em altura seguro. No artigo vamos falar sobre o que é o CID Queda de Altura. Acompanhe:

O que é CID?

Antes de mais nada, CID é uma sigla para “Classificação Internacional de Doenças”. Sua principal utilidade é criar uma classificação para as patologias e estabelecer um padrão de codificação. Isso facilita muito a rotina dos médicos.

Outro nome que o CID recebe é Classificação Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde, criada em 1893 pela OMS (Organização Mundial da Saúde) a responsável por isso.

O CID foi importante para diminuir os erros médicos. Com a padronização das doenças, os diagnósticos podem ser mais assertivos. Atualmente o CID está em sua décima versão com duração prevista para até o ano de 2022. Além disso, foi realizada a tradução para mais de 40 línguas.

CID Queda de Altura

O que é CID queda de altura?

Assim como todas as outras doenças e problemas que causam algum tipo de problema de saúde, a queda de altura está listada no CID.  O CID Queda de Altura mostra cada possível risco de queda em ambientes específicos.

Dessa forma, o médico responsável pelo tratamento do paciente acidentado pode saber ao certo a causa da queda.

O CID 10 para quedas de altura é chamado de “Outras quedas de um nível a outro”. Sua numeração é a W17 e nela encontram-se descritos os locais propensos a possíveis acidentes de queda.  Veja a seguir alguns deles:

  • 0 descreve quedas de altura ocorridas em residências;
  • 1 é para quedas em locais de habitação coletiva;
  • 2 é para quedas que aconteceram em escolas, outras instituições ou áreas administradas pelo poder público;
  • 3 é para quedas em áreas onde se pratica esporte;
  • 4 é para acidentes em ruas e estradas;
  • 5 para áreas de comércio e serviços;
  • 6 para áreas industriais e que estejam em construção, já próximo;
  • 7 para quedas de altura em fazenda;
  • 8 e o W17.9 são para locais especificados e não especificados, nessa exata ordem.

A importância da saúde ocupacional

Para o gestor de uma empresa seus funcionários são aquilo de mais valioso para o empreendimento, uma vez que são parte fundamental das engrenagens de um bom negócio. Dessa forma, manter a saúde deles em dia é a principal maneira de manter tudo em bom funcionamento.

Por conta disso, nasceu a saúde ocupacional. O principal objetivo dessa prática é criar um bom local de trabalho para todos os colaboradores.  Além disso, ela estabelece a mudança de rotinas que prejudicam o colaborador de forma direta e indireta, física e psicologicamente.

Já presente em parques industriais que trabalham com elementos tóxicos e metais venenosos, a saúde ocupacional  também migrou para outra áreas.

Medidas como essa são importantes pois a saúde dos colaboradores é essencial para o rendimento da empresa. Além disso, são medidas que humanizam os procedimentos de cada área de trabalho. A prevenção de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais são as principais causas de abandono do trabalho. Por isso, é importante ficar atento.

Prevenção de CID queda de altura e a NR 35

Segundo a Norma Regulamentadora 35, é considerado trabalho com risco de queda todo aquele que for feito acima de dois metros de altura. Desobedecer a norma é ter inúmeras consequências.  As Nrs tem um caráter obrigatório, ou seja, transgredi-la é estar em ilegalidade.  A empresa que não segue as medidas estabelecidas pode arcar com multas, além de ser autuada judicialmente.

Cabe ao empregador implementar as medidas exigidas pela NR 35, dentre elas oferecer treinamento especifico para seus colaboradores. Da mesma forma, disponibilizar os Equipamentos de Segurança necessários, assim como adotar procedimentos de Análise de Risco.

Aos colaboradores, cabe a responsabilidade de seguir e fiscalizar o cumprimento das exigências da norma. Da mesma forma, ele precisa sempre usar os Equipamentos de Segurança necessários para cada atividade. A comunicação entre empresa e colaborador é importante para que juntos eles correspondam as medidas de um trabalho seguro.

 

 

Você sabe o que faz um eletricista industrial ?  Leia esse artigo e conheça mais sobre um profissional bem requisitado na elétrica.